Dicas de Viagem

Check List

Documentos

Com antecedência ao embarque, verifique a data de validade de seu passaporte e visto, inclusive os países que exigem vistos simples e de múltiplas entradas. É muito importante entender que a validade do passaporte, não tem nada a ver com a validade de vistos. Cuidado par não perder a viagem.

Sempre que viajar, leve cópia de sua documentação : passaporte, garantia de compra de traveller checks, cartão de crédito, carta de confirmação do curso, confirmação da acomodação, voucher do hotel, etc.

Brasileiros menores de 18 anos, embarcando para o exterior desacompanhados de seus pais ou com um deles apenas, precisam apresentar autorização de viagem desacompanhada com firma reconhecida ou autorização judicial. Em caso de morte de um deles, o atestado de óbito deverá ser anexado a esta autorização. Esta é uma exigência da Polícia Federal do Brasil.

Acomodação

Carregue consigo sempre, um cartão do hotel onde está hospedado. Você poderá se perder na cidade e não saber sequer o nome do hotel. Geralmente você pode adquirí-lo na recepção do mesmo ou em seu próprio quarto.

Normalmente é exigido a apresentação da confirmação da acomodação contratada (voucher) na chegada.

Seguro-saúde

Nunca viaje sem um plano de saúde com cobertura internacional (seguro de viagem). Agências de turismo e de intercâmbio oferecem este produto para todas as ocasiões. Verifique sempre como deverá proceder em caso de necessidade (telefone de contato, reembolso, etc.).

Caso necessite levar medicação restrita ou específica, sugere-se que a receita médica acompanhe a mesma, preferencialmente traduzida para o idioma do país de destino ou pelo menos em inglês

Aeroporto

Procure chegar ao aeroporto 3 horas antes do horário de embarque (4 horas durante períodos de alta estação). As companhias aéreas, principalmente as internacionais, fazem várias perguntas aos passageiros, para garantir a segurança e às vezes pede que sua bagagem seja aberta para fiscalização.

Reconfirme suas passagens com 72 horas de antecedência junto às companhias aéreas, para evitar imprevistos.

Bagagens danificadas devem ser reclamadas imediatamente a um funcionário da companhia aérea, antes de deixar o aeroporto.

Grávidas a 8 semanas do parto ou menos, precisam de atestado médico com autorização para viajar.

Todas as companhias aéreas dispõem de normas específicas de transporte de bagagem. Peso, tamanho e volume das mesmas diferem de companhia para companhia. Excesso de bagagem é taxado por quilo extra. Lembre-se de reservar alguns dólares para esta situação.

Pranchas de surf, bicicletas e equipamentos esportivos de grande porte são taxados no check-in e são considerados volumes extras, mesmo que você não esteja despachando mala alguma. O custo varia de acordo com a companhia aérea.

Reconfirme a franquia de bagagem das companhias aéreas, elas podem não serem as mesmas quando o roteiro incluir mais de um vôo.

Verifique o estado de suas malas. Caminhar em aeroportos pode ser um grande transtorno e esforço, se as mesmas não tiverem rodinhas ou se o aeroporto não oferecer carrinhos para o transporte (reserve algumas moedas ou dinheiro trocado, pois nestes casos o uso do carrinho pode ser pago).

Transporte de alimentos perecíveis, remédios restritos, armas, objetos pontiagudos, plantas, animais, artigos perigosos e de valor, obedecem à normas específicas de países e companhia aérea.

Transporte

Locomover-se de metrô em grandes cidades no exterior ajuda bastante, mas poderá ser um grande transtorno se você não tiver um mapa do percurso. Retire o mesmo nas estações de metrô ou na recepção de seu hotel e estude o roteiro que deseja fazer com antecedência para não se perder ou perder tempo. Informe-se nas estações de metrô, bilhetes com tarifas reduzidas para estudantes e bilhetes com tarifas semanais e mensais, você certamente economizará bastante.

Reserve sempre dinheiro trocado e moedas para o transporte de ônibus, em muitos países não existe a possibilidade de troco dentro do veículo.

Check list

Use este check list para não se esquecer de nada antes de embarcar:

- Passaporte: verifique a data de validade
- Cópias de documentos importantes
- Visto de entrada do país de destino: verifique a data de expiração
- Autorização de viagem desacompanhada dos pais para menores de 18 anos
- Passagem aérea
- Confirmações de curso e acomodação: fique atento a data de início
- Voucher de hotel
- Voucher de aluguel de carro
- Guia turístico da cidade ou país de destino
- Identificação de bagagem, cadeados e bagagem de mão
- Carteirinha de Seguro Saúde Internacional: leia a apólice e verifique os telefones de contato e de emergência
- Cartão de crédito, travel checks, moeda corrente do país: lembre-se de levar dinheiro trocado
- Roupas adequadas ao clima do país de destino

Remédios de uso pessoal:

monte uma farmacinha com medicamentos de primeiras necessidades e com o que está acostumado a tomar. Lembre-se que medicamentos restritos devem ser acompanhados de receita médica.

 

Dinheiro na Viagem

Traveller checks

Procure comprar a moeda do país de destino antes de embarcar. Traveller checks costumam custar mais baratos e, além disso, são muito seguros pois você recebe um comprovante de compra que garante que você receba outros checks caso você seja roubado ou perca os mesmos (desde que apresente este comprovante). Por isso tenha sempre este comprovante com segurança e separado dos checks.

Dólar americano

Caso você não consiga comprar a moeda do país de destino antes de embarcar, compre dólares americanos. Você vai poder trocar no aeroporto de chegada. Porém não troque todo seu dinheiro no aeroporto, nem sempre eles oferecem o melhor câmbio. Troque um pouco para que você tenha o suficiente para os primeiros dias, até que você saiba onde trocar por um preço melhor. Fique sempre atento nas taxas de câmbio e nunca exiba uma grande quantidade de dinheiro em público.

Dinheiros e moedas

Não guarde todo o seu dinheiro num mesmo lugar, nem tudo na carteira. Use aquelas bolsinhas de elástico para usar na cintura por baixo da roupa. E evite tirar dinheiro de dentro dela em público.

São sempre bem-vindas, para pagar o ônibus, metrô, fazer ligações telefônicas e comprar refrigerante e guloseimas de máquinas. Mesmo em caso de programas de longa duração, o ideal é levar um valor em dinheiro suficiente para sua viagem inteira. Remessa de valores para o exterior através de transferências bancárias tem tarifas altas e nem sempre compensadoras quando o valor da remessa é pequeno. Verifique junto a seu banco qual a melhor maneira de enviar remessas ao exterior com tarifas mais interessantes.

Cartão de crédito internacional

Sempre uma vantagem desde que você saiba usá-lo com prudência, taxas de câmbio altas podem ser uma grande desvantagem. Você poderá utilizá-los para compras de passagens aéreas, de trem, restaurantes, hotéis, ligações telefônicas e compras em geral. Mastercard e Visa são bem aceitos no mundo inteiro, fáceis de sacar dinheiro em qualquer caixa automático com suas respectivas bandeiras.

Verifique com a administradora de seu cartão a melhor data para compras, tarifas para saques em moeda estrangeira, seu código de acesso para saques e para ligações telefônicas (PIN, CODE, PASSWORD), se você tem direito a um seguro saúde internacional, além da comodidade de usufruir dos serviços que eles oferecem como Salas VIP em aeroportos internacionais e etc.

Viagem com Animais

A mala já está pronta? As passagens já estão nas mãos? E os documentos do seu amigão, você já preparou? Não! Então veja aqui o que você precisa providenciar antes de viajar para o exterior sem ter problemas na hora do desembarque.

Para viajar com o seu "amigão" ou "amigona", antes é necessário que o proprietário adquira um Certificado Zoosanitário Internacional (CZI) que é emitido, de forma gratuita, pelo Ministério da Agricultura(MA) dos aeroportos internacionais.

Para isso, é preciso agendar uma consulta com o médico veterinário do próprio MA destes aeroportos.

No dia da consulta marcada pelo MA, o proprietário deve levar um Atestado de Saúde ou Certificado Sanitário emitido pelo o seu veterinário de confiança e também o animal de estimação.

Neste atestado deve constar: nome, raça, informações do pedigree (se houver), estado geral de saúde do cão, dados completos do proprietário (CPF, RG, nome completo, etc.), carteira de vacinação atualizada (V8 ou V10, Raiva - principalmente).

Neste mesmo dia, as vacinas para serem aprovadas, devem ter sido aplicas num período acima de 20 dias, ou antes, de completarem um ano.

A validade do atestado de saúde emitida pelo veterinário de confiança tem validade por 3 dias, da data de emissão.

Já o CZI terá validade de 8 dias, da data de emissão até o embarque. Por isso fique atento quanto às datas!

Quanto ao transporte, consulte as condições exigidas pela empresa aérea na qual a viagem será realizada, pois há particularidades entre elas.

Para o animal, é importante que durante um mês antes da viagem, já venha recebendo uma alimentação mais reforçada, talvez com um suplemento vitamínico extra, para minimizar o estresse natural que o animal irá sentir (pois passará por vários ambientes estranhos).

Também é importante que o proprietário dê um calmante oral ao seu animal de estimação 30 minutos antes do embarque. O veterinário de confiança pode prescrever um adequado e já calculando conforme o tempo médio da viagem.

Divisão de Assistência Consular


Nos últimos anos, a maioria dos países no mundo tem adotado medidas mais rígidas no controle de entrada e circulação de estrangeiros nos seus territórios. Por isso, quando você for viajar para algum país, para turismo, estudo ou trabalho, cuidados redobrados devem ser tomados antes da sua partida. Seguem algumas recomendações:

• Cada país usa diferentes critérios e exigências para a entrada e permanência de estrangeiros. Certifique-se junto à Embaixada ou Consulado do país para onde for viajar quais são esses requisitos, dependendo do objetivo da sua viagem.

• Não viaje com visto de turista caso seu objetivo seja estudar ou trabalhar no país de destino. Você poderá ser preso e deportado.

• Alguns países não exigem visto para turistas brasileiros. Essa dispensa não serve para quem for estudar ou trabalhar.

• Ter um visto ou estar dispensado do visto não dá direito à entrada automática naquele país. A decisão final sobre sua entrada somente é dada no ponto de entrada pela autoridade migratória. É decisão soberana de todo país aceitar ou não a entrada de cada estrangeiro no seu território. A desconfiança sobre os reais motivos da ida ao país é motivo suficiente para não permitir a entrada do estrangeiro. Adote sempre tom respeitoso e evite cair em contradições nos contatos com as autoridades estrangeiras.

• Da mesma forma, as Embaixadas e Consulados não são obrigados a dar os vistos solicitados. A recusa em conceder um visto não necessita ser justificada.

• Desconfie de intermediários que prometem levar você a algum país sem os documentos exigidos. Trata-se de imigração ilegal e você poderá acabar preso naquele país.

• O tempo que você poderá ficar no país de destino será determinado pela autoridade migratória no ponto de entrada. Verifique bem qual foi o prazo autorizado no seu caso.

• Leve consigo os endereços e telefones das Embaixadas e Consulados brasileiros no seu país de destino. Em caso de dificuldade não hesite em contatá-las.

• Caso venha a ser detido por alguma autoridade estrangeira, você tem o direito de pedir para telefonar para sua Embaixada ou Consulado. Faça uso desse direito!

• Quando viajar, leve sempre cópia dos seus documentos (carteira de identidade, título de eleitor, certificado de alistamento militar, certidão de nascimento ou casamento). Eles serão necessários para tirar novo passaporte no exterior em caso de extravio do anterior.

• Todos os países adotam penalidades extremamente rigorosas de punição ao tráfico de drogas, sendo que alguns países aplicam a pena de morte a casos assim, independentemente do alegado desconhecimento quanto à legislação local.

• Não viaje para regiões conflagradas ou conturbadas. Na dúvida, consulte antes o Ministério das Relações Exteriores.

Documentos de Embarque

Documentos para Embarque

É obrigatório no ato do embarque, a apresentação pelo passageiro de DOCUMENTO ORIGINAL, não é aceita copia, mesmo autenticada. A responsabilidade pela apresentação dos documentos necessário ao embarque é pessoal e exclusiva do passageiro. VIAGEM PELO BRASIL (vôo domestico ou Cruzeiro Marítimo)
Em cumprimento a norma DAC 107-1002 referente a Identificação de Passageiro no Transporte Aéreo Domestico, informamos aos nossos clientes da obrigatoriedade da apresentação de DOCUMENTO ORIGINAL com foto no ato do check-in nos embarques domésticos, a saber:
· Maiores de 18 anos:
Cédula de Identidade, em boas condições e com menos de 10 anos de emissão;
Cédula de Identidade, para o Chile está exigindo com menos de 5 anos de emissão;
Carteira funcional com foto como OAB, CRM, CREA, etc.,
Carteira de Motorista com foto;
· Menores de 18 anos:
Cédula de Identidade, em boas condições e com menos de 10 anos de emissão;
Certidão de nascimento só é aceito para criança até 9 anos de idade em vôo domestico, para Cruzeiro não serve;
Viajando desacompanhado é necessária autorização dos pais por escrito e com firma reconhecida em cartório e quando viajar com apenas pai ou a mãe necessita autorização do outro. VIAGEM INTERNACIONAL (Vôo Internacional ou Cruzeiro Marítimo)
Documento exigidos no ato do check-in para embarque (aeroporto ou porto)
· Maiores de 18 anos:
Passaporte com validade mínima de 6 (seis) meses ou conforme exigência do país visitado;
Visto Consular quando exigido; Viagens Mercosul e Cruzeiros, Passaporte ou RG original em bom estado e com emissão a menos de 10 anos, exceto Chile em que a emissão precisa ser anterior a 5 anos;
· Menores de 18 anos:
Viagem internacional inclusive Mercosul e Cruzeiros, precisa do passaporte ou RG (certidão nascimento não é aceito).
Viajando desacompanhado é necessária autorização dos pais por escrito e com firma reconhecida em cartório e quando viajar apenas com o pai ou a mãe necessita autorização do outro.
Visto Consular quando exigido;
· Estrangeiros:
Residente ou não no Brasil deverá portar a documentação Passaporte, RNE original e visto necessário inclusive no Mercosul e as vacinas obrigatórias para cada destino da viagem (país ou região).
VACINAS:
Portar o atestado da vacina exigido para o destino da viagem, sem o qual também não haverá o embarque. CANCELAMENTO OU ALTERAÇÃO DE VOO:
Nas viagens aéreas, qualquer alteração de vôo ou reemissão de bilhete, haverá a multa cobrada pela Cia Aérea;
Viagens em vôos fretados estão sujeitas à alteração de horários, conforme já informado pelo agente.

Passagens Aéreas

Passagens Aéreas

Dólar x Real

[Most Recent Exchange Rate from www.kitco.com]